Pastor Rafael Octavio cometeu suicídio

Um texto refletindo a respeito do suicídio a partir da perspectiva de um professor angustiado com a situação de tantos estudantes pelo Brasil

De acordo com informações de um site gospel (Gospel Mais), “um pastor ligado à Igreja Assembleia de Deus Catedral do Avivamento, cometeu suicídio. Informações divulgadas nas mídias sociais indicam que o jovem pastor, chamado Rafael Octávio, pulou de uma ponte no município de Orlândia, em São Paulo.

Relatos de pessoas próximas apontam que o pastor já havia dirigido congregações da denominação liderada pelo pastor e deputado federal Marco Feliciano (PODE-SP) e sofria de uma grave depressão, que estava sendo tratada com medicamentos, mas não ainda havia obtido resultados esperados.”

Image result for pastor rafael octavio
Pastor Rafael Octavio

E que isso tem a ver com Educação? 

De forma curta: TUDO. Lamento o que houve com o pastor Rafael… Todos estamos suscetíveis a cair com essa doença maldita, mas vou me direcionar a um publico que conheço melhor: estudantes e pais de estudantes.

É impossível que os professores não tenham percebido como essa doença se alastrou nas escolas e universidades. Vemos jovens em plena flor da idade, aos 18… 19 anos… Pensando que tudo acabou para eles. 

Os motivos que ocasionam a pessoa chegar nesse estado variam muito, mas vou falar do ponto que mais vejo: o distanciamento da família.

Há diversos(as) jovens reclamando de um ponto muito específico que é a falta do reconhecimento de pai e mãe pelo que eles buscam fazer. O excesso de críticas e cobranças é um discurso recorrente…

Para citar um causo: A moça trabalha, cursa faculdade e, chegando em casa, precisa dar conta de todos os afazeres domésticos para que a mãe ao encontrar o menor sinal de poeira ou desorganização (um copo sem lavar, por exemplo) presentei a filha com a frase:

Nossa, que inútil você hein… Não faz nada nessa casa! Presta só pra dormir e ficar nesse celular!”

Você tem um(a) filho(a) lindo(a) e cheio(a) de qualidades… Sabemos que é difícil para uma geração que cresceu a base de tanto trabalho duro e quase sem receber carinho dos pais compreender a gravidade de palavras duras como essas que vocês dizem quando chegam de cabeça quente do serviço.

Esse alerta não é de alguém distante da doença, mas de quem tem visto esse tipo de coisa acontecendo diante dos seus olhos sem poder fazer nada. 

HÁ PAIS E MÃES MATANDO SEUS FILHOS COM AS MALDIÇÕES PROFERIDAS EM CASA!

Pode ser que digam sem pensar muito, no calor de um momento, no stress do dia-a-dia… Mas é melhor parar para pensar agora, engolir esse orgulho bobo e ir falar com ele(a) do que chorar em seu túmulo se a doença um dia vencer tua criança.

  1. Uma grande verdade descrita neste pequeno texto…a causa de uma sociedade vencida pela depressão tem sido a destruição de bases familiares. Pais destruídos criam filhos destruídos, vemos uma geração de pais que se preocupam por seus ideias que esquecem da maior responsabilidade: “a paternidade sadia”, desta forma não em tempo para uma consolidação integral de seus filhos e isto os torna vulneráveis a aprovações alheias de redes sociais e lugares comuns, levando-os até mesmo a tirar suas próprias vidas.

    Like

    Reply

    1. Exatamente, Luciano. Você foi certeiro no ponto chave desse texto.

      Like

      Reply

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: